HOMO LUDDENS

CIDADE

Posted in artes plásticas, literatura by ! on agosto 31, 2008

CIDADE, de Douglas Thomaz.  

“José Arcadio Buendia, que era o homem mais empreendedor que se poderia ver na aldeia, determinara de tal modo a posição das casas que a partir de cada uma se podia chegar ao rio e se abastecer de água com o mesmo esforço; e traçara as ruas com tanta habilidade que nenhuma casa recebia mais sol que a outra na hora do calor. Dentro de poucos anos, Macondo se tornou uma aldeia mais organizada e laboriosa que qualquer das conhecidas até então pelos seus 300 habitantes. Era na verdade uma aldeia feliz, onde ninguém tinha mais de trinta anos e onde ninguém ainda havia morrido.” 

[Gabriel Garcia Márquez, Cem anos de solidão.]

Tagged with: , ,